DIU Mirena: Método Anticoncepcional Alternativo

Hoje em dia quando falamos de contraceptivo as opções que mais vem a nossa memória é a camisinha e o anticoncepcional oral, que são os métodos mais fáceis e mais acessíveis financeiramente, mas será que o anticoncepcional é a melhor opção? Levando em conta a quantidade de hormônios liberados no corpo em apenas uma cartela, e todos os seus efeitos colaterais a curto, e principalmente a longo prazo, o remédio deveria ser pesquisado com mais cuidado, pois ele afeta diretamente o corpo da mulher e pode oferecer riscos até mesmos fatais. Por esse motivo, hoje nosso assunto é o DIU Mirena: Método Anticoncepcional Alternativo.

DIU Mirena: Método Anticoncepcional Alternativo

Riscos e Efeitos Colaterais do Anticoncepcional

Talvez você seja uma daquelas mulheres que toma um único anticoncepcional há muitos anos e sem pausa, mas você sabe os riscos que corre?
O contraceptivo oral foi lançado no mercado na década de 60, e desde então a maioria da população feminina tem optado por esse método para evitar uma gestação, ou mesmo por problemas como ovário policístico. Mas a realidade é que esse medicamento pode causar no nosso corpo reações e problemas irreparáveis, entre os mais graves a Trombose. O anticoncepcional interfere no sistema circulatório da mulher. O conjunto de hormônios aumenta a dilatação dos vasos, altera a sua forma normal, o que pode causar a coagulação do sangue, que pode em casos mais graves ocorrer até mesmo no cérebro, causando problemas irreversíveis como um AVC Acidente Vascular Cerebral. Na maioria dos casos a coagulação ocorre nas pernas, e a maioria das mulheres não possuem problemas graves, mas é sempre bom conversar com o seu médico para saber dos riscos individualmente e outros métodos contraceptivos, como o DIU Mirena: Método Anticoncepcional Alternativo.

DIU Mirena: Benefícios e Curiosidades

O DIU Mirena, ou DIU liberador de levonorgestrel é bem parecido com o DIU convencional de cobre, porém ele não tem a cobertura de cobre e tem duração de 5 anos. Ele possui um dispositivo de 52mg de hormônio levonorgestrol.

Este hormônio sintético libera doses pequenas no organismo ao longo dos cinco anos, e age direto na circulação sanguínea. A forma como esse contraceptivo alternativo funciona é muito semelhante aos outros convencionais, porém, possui menos efeitos colaterais e não oferece riscos como o anticoncepcional comum.

As vantagens dos DIU Mirena: Método Anticoncepcional Alternativo é que ele interrompe ou reduz o ciclo menstrual. Ele pode ser usado para normalizar e controlar a hemorragia menstrual grave.
Ele tem eficácia de 99%, dura cinco anos e pode ser retirado a qualquer momento e a fertilidade da mulher volta imediatamente, o que não acontece com o anticoncepcional comum.

As mulheres com endometriose tem bons motivos para preferir o DIU Mirena, ele diminui muitos as dores e as cólicas. Procure o seu médico ginecologista para tirar as suas dúvidas.

DIU Mirena: Método Anticoncepcional Alternativo

O valor DIU Mirena varia de R$800,00 a R$1.000,00, isso sem cobrar a aplicação, que varia de acordo com o seu médico, ou se o seu convênio cobra. O Mirena não é oferecido pelo SUS. Ele pode ser comprado em qualquer farmácia ou laboratório mediante receita médica.
Antes de ser colocado o DIU é necessário consultar o seu médico ginecologista para fazer os exames de rotina e quais outros que ele julgar necessário para aplicação do mesmo.

A implantação do método é rápida, sem dor e não requer o uso de anestesia ou sedação. Ela dura alguns minutos apenas e a maior parte das mulheres que o implantam costumam relatar que a sensação na hora do procedimento é que ele se parece com uma leve cólica menstrual, e essa sensação pode se estender pelo resto do primeiro dia.

Se ainda houverem dúvidas sobre o método, como funciona e os seus benefícios, consulte o seu médico, e nunca use medicamentos, mesmo o anticoncepcional convencional sem consultar um especialista.

1 1 Comentário on "DIU Mirena: Método Anticoncepcional Alternativo"

  1. Pessoal, usei o Mirena por 4 anos (faltava um ano ainda pra retirada) comecei a sentir encomodos pélvicos, mas achei que era algo normal. Meu marido teve um “feeling” e falou pra eu marcar uma consulta. Pq desde que fiz os exames deram todos ok pra localização e funcionamento do mesmo. Marquei, e no mesmo dia levei um susto. Meu diu estava minimamente deslocado (o que teoricamente não resulta em nada pq ele ainda solta hormonio) mas eu havia OVULADO umas semanas atrás! No exame teve presença de corpo luteo. Então o go decidiu tirar na hora o diu. Pra evitar gravidez com diu. Que é super perigosa. Então sempre façam exames e confirmem a eficácia do mesmo!

Diga o que achou!

Seu e-mail não será publicado.


*