Como revender roupas: conquiste sua independência financeira

Revender roupas é uma prática tão antiga quanto a sua fabricação. Assim como existem pessoas que costuram, sempre existirão pessoas que ofereçam o produto a terceiros.

Essa abordagem é muito importante porque, muitas vezes, o fabricante não consegue um contato direto com o comprador, por qualquer que seja o motivo.

Seja a ausência de loja física, a falta de vendedores capacitados ou mesmo a falta de tempo com tanta demanda chegando, por exemplo, problemas para o fabricante sempre existirão.

Dessa maneira, o ramo das vendas acaba se dividindo de uma forma que, em algum momento, o fabricante vai ter que se apoiar em duas coisas pra disseminar o produto mundo a fora:

  • Loja própria; ou
  • Revendedores.

Como a empresa entra em contato com os revendores?

Geralmente as empresas buscam pessoas que ofereçam seu produto com, pelo menos, a mesma qualidade com que eles o produzem.

Se for uma empresa pequena ou em ascensão, entrarão em contato com você se tiver um blog famoso ou um instagram de sucesso para divulgação, por exemplo.


Mas, se estamos falando de uma empresa maior, é mais fácil que você se habilite na página oficial pelo link “trabalhe conosco” ou “seja um revendedor”, por exemplo.

Outra forma de revender roupas é se tornar uma revendedora autônoma. Isso quer dizer que você não terá vínculos específicos com determinadas marcas e produtos e poderá montar seu “closet”, por exemplo.

Muitos pequenos negócios começam assim antes de pensar em se afiliar a alguma marca. Para tanto, existem empresas ou fábricas que visam vender para esse novo público empreendedor.

Não é difícil encontrar fabricantes vendendo sutiãs que comumente custariam entre R$60,00 a R$80,00 por valores de R$20,00 ou R$30,00, se você tiver um CNPJ ou comprar em quantidade.

É possível revender roupas sem investimento inicial?

Sim.

Revender roupas é um negócio bastante rentável. Por peça é possível lucrar de 50% a 100% do valor ou mais, se encontrar o fabricante ou o vendedor certo.

Por isso lojas de R$10,00 ou R$12,00 acabam se tornando populares. A chave é encontrar o melhor produto pelo melhor preço.

Mas, bem, o foco aqui agora é começar um negócio sem investir, certo? É possível e o nome disso é e-commerce. Ou seja, loja virtual.

Seguindo o norte de uma loja virtual, revender roupas pode ser bem mais fácil e menos trabalhoso. Basta criar um site e redes sociais sobre o assunto.

Depois disso, o próximo passo é criar um catálogo baseado no que quer fornecer. Sempre que tiver um pedido – já pago, entre em contato com os fornecedores e peça.

Por fim… No prazo de envio, inclua também o prazo da peça chegar até você.

Essa modalidade é um pouco demorada, mas, pra quem não tem estoque e quer começar de algum lugar, revender roupas “barato” e aumentar o preço de acordo com o que vai adquirindo no seu estoque é uma boa estratégia.

Onde eu encontro meus fornecedores para revender roupas?

Bom… basicamente, tudo aqui depende muito do que você planeja vender e a abordagem que vai utilizar.

Se você tem uma loja fixa ou planeja fazer uma loja da garagem da sua casa, já tem meio caminho andado. Se optou pela construção do site e já o concluiu, considere-se com sorte.

Mas, se tem um CNPJ ou um MEI, tem pelo menos um pouco mais de 80% do caminho quase concluído, já que as certificações te dão mais opção de compra em lugares consolidados no mercado há mais tempo e direitos.

Felizmente, pela internet é fácil localizar e entrar em contato com todos eles. Basta ter em mente exatamente o que você procura.

Como escolho o tipo de roupa que quero revender?

Se tudo o que te falta é um produto de qualidade pra confiar a sua marca, é hora de escolher o que você quer vender e buscar quem pode te ajudar.

Mas, isso também é um problema complicado e nem todo mundo parece confiante em abrir o bolso pra receber um material incerto.

É fácil dizer que a escolha pode vir do que for mais rentável, mas, não é assim que funciona.

Se você planeja vender uniformes, lingeries, linha fitness, roupas infantis ou até mesmo roupas de banho ou esportes em geral, saiba que cada categoria possui um tipo de abordagem diferente.

É importante que você escolha a que mais tem familiaridade e desenvolva conteúdo para prospectar (lê-se: chamar) seu público-alvo e induzi-los a comprar os seus produtos.

Você precisa ter confiança naquilo que oferece e, se possível, mostrar fotos realistas e interagir com o seu público da melhor maneira possível.

Algum exemplo de fornecedor bom?

Claro. Por que não? Pra quem está começando, é importante ter exemplos de qualidade. São alguns:

Quer comprar no Brás em São Paulo e está longe, aproveite a internet, compre diretamente da Feira da Madrugada clique aqui

E, ainda, pra quem quiser se arriscar um pouco e ir atrás de peças individuais, é possível encontrar fornecedores por todo o mundo e num preço acessível pela Wish ou pelo AliExpress.

Diga o que achou? Você será o primeiro! on "Como revender roupas: conquiste sua independência financeira"

Diga o que achou!

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.