Construcard: o que é e como conseguir um

O Construcard é um cartão vinculado á caixa que dá acesso a uma linha de crédito para compra de materiais de construção em lojas credenciadas pela caixa.

Com o cartão, é possível comprar, além de materiais comuns (tijolos, cimento, pisos, tintas e etc.), armários não removíveis, piscinas, elevadores, caixas d’água, aquecedores solares, aerogeradores e equipamentos de energia fotovoltaica.

O crédito fica disponível até 6 meses depois da contratação do serviço e a função débito pode ser vinculada diretamente à sua conta corrente.

Após esse período é que começam as cobranças para a devida quitação do imóvel.

Como funciona?

O que se faz com o Construcard passa bem longe do proposto por um cartão de crédito ou débito convencional.

O que se faz é uma espécie de financiamento em duas etapas ou períodos de:


  1. Utilização: onde você faz a compra entre dois e seis meses e só paga o juros do que foi utilizado; e
  2. Amortização: onde você faz o pagamento mensal do saldo devedor total entre 1 e 240 meses, até a quitação do que foi solicitado, de acordo com a Tabela Price.

No entanto, é preciso entender o seguinte: o valor só será liberado em boas condições se mediante alguma garantia como um aval, avaliação fiduciária de bem móvel, avaliação fiduciária de bem imóvel, caução de depósito e/ou aplicação financeira.

Por que saber da Tabela Price é importante?

A Tabela Price é o sistema de amortização mais utilizado quando se fala em empréstimo e financiamento.

Sua principal característica é a divisão de parcela em um mesmo valor. Não há decréscimo, mas, continuidade.

O cálculo das prestações vai ser sempre baseado no valor atual do bem adquirido no período do financiamento e taxa de juros.

Mas, o valor da parcela sempre será o que foi acordado entre ambas as partes.

Se você fez um acordo de pagar mil reais, por exemplo, setecentos pode vir a ser o real pagamento da dívida e o restante, juros.

Como a amortização sofre alterações ao longo do ano, o mesmo pode acontecer com o inverso (trezentos de pagamento e setecentos de dívida).

No entanto, por via de regra, ele nunca será menor ou maior do que foi proposto a você no início do acordo. Salvo em casos de cláusulas acordadas em conjunto.

Quanto é o limite liberado?

No geral, o liberado fica entre R$1000,00 (mil reais) e R$180.000,00 (cento e oitenta mil reais), a depender do perfil e objetivo de cada um.

Mas, requisitar um valor alto não vai significar recebe-lo de fato. O mesmo acontece se o valor for baixo.

O que vai designar quanto você vai receber, de fato, é o que vai ser avaliado depois da análise e da comprovação de renda.

Você pode até arriscar pedir os R$180.000. Se caixa ver que você vai ter condições de pagar, ela te cede. Se não, valores de R$20.000,00 até um pouco mais de R$50.000,00 podem ser esperados.

Pelo sim e pelo não, é melhor esperar o cartão sair com o limite pra ver no que é que dá.

Quais são as vantagens de ter meu Construcard?

  • Facilidade: o cartão é personalizado, as lojas são credenciadas na caixa e as prestações são debitadas direto da sua conta-corrente.
  • Condições especiais: quem oferece garantia ou tem uma conta-salário pode fazer melhores acordos. Procure uma agência!
  • Prazos flexíveis: você tem até 240 meses para pagar o total com um parcela que cabe no seu bolso.
  • Comodidade: desbloqueie e acompanhe o extrato do seu Construcard direto no seu aplicativo. Se não quiser baixar, não tem problema. A Caixa te envia um resumo de cada compra e o valor total assim que fecha a fatura por SMS.

Como faço pra contratar meu Construcard?

De todas as partes, essa pode ser a mais difícil. Não pelo processo, mas, praticidade.

Não é que seja impossível adquirir um, mas, como o foco dele é voltado apenas para a construção de imóveis e tem uma validade muito curta, adquiri-lo pode ser uma coisa a se pensar.

Talvez até como última opção, apesar das vantagens.

Os juros são um pouco altos – o que você deve consultar na sua agência – e, fora das lojas credenciadas pela caixa, você não pode comprar em lugar nenhum.

Mas, se o seu foco realmente for esse, basta levar os seguintes documentos à agência mais próxima:

  • Identidade;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda atualizado;
  • Documentos de garantia, sendo esse o caso;
  • Comprovante de proprietário do imóvel (IPTU, concessão de direitos do imóvel ou, ainda, comprovante de um imóvel financiado pela própria caixa);

Na agência você assinará o contrato e provavelmente já receberá o seu Construcard. No entanto, em alguns casos – por qualquer que seja a razão – você não o recebe fisicamente, mas, em algum pedaço de papel avulso ou código.

Faça o desbloqueio do cartão para poder utiliza-lo no dia seguinte. Enquanto o saldo devedor ainda não é cobrado, a Caixa te manda parcelas com os juros do que foi gasto no mês.

Bateu a dúvida? Procure uma agência.

Veja também:

Diga o que achou? Você será o primeiro! on "Construcard: o que é e como conseguir um"

Diga o que achou!

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.